Jun 8, 2021 • 9M

1 ano de Nua&Crua e 15 boas verdades sobre botar a própria ideia no mundo.

Como tudo que eu planejei não foi como o planejado, mas deu boa mesmo assim.

Comment
Share
 
1.0×
0:00
-8:39
Open in playerListen on);
O podcast dentro da Newsletter da Nua&Crua :)
Episode details
Comments

Antes de começar a ler, saiba que você pode apertar o play ali em cima e esse textão vira um podcast :)

Hoje a Nua&Crua comemora 1 ano de vida (!!!) e os sentimentos por aqui são um misto de orgulho - por conseguir manter uma ideia de pé, principalmente numa pandemia - e um nervosismo e ansiedade em pensar no que eu pensei que ia acontecer, no que realmente aconteceu e o que será de nós daqui pra frente.

Eu juro que eu não sei como eu tive a coragem de colocar a Nua&Crua no mundo. Olhando pra trás vejo que tava tudo tão pouco estruturado e o que tinha tava tão errado que chega a ser engraçado. Seguem exemplos:

  1. Eu sabia que eu queria falar verdades sobre ser, existir e viver como mulher. Ok, até aí fomos e acredito nisso ainda.

  2. Na minha cabeça, eu ia criar conteúdo, pessoas iriam gostar, eu começaria a trabalhar com marcas e aí iria começar a fazer dinheiro. Sim, simples assim; sem trancos e barrancos, 1 milhão na conta;

  3. E tinha ideia pra 3 posts e só (tudo isso, amada?); ao mesmo tempo que queria ter um Instagram, um site, um podcast, e eventos, e tudo que você possa imaginar - e isso, é claro, com uma pessoa só tocando tudo, eu;

  4. Eu tinha a ideia também de que o primeiro mês a pauta seria “minha relação comigo mesma”. Super original ela falando sobre amor próprio, como se não existisse muitas marcas que já faziam isso muito bem;

  5. E eu também tinha a ideia que teria que fazer 3 posts POR D I A, pq era isso que as pessoas falavam que funcionavam e via marcas fazendo.

Dia 1 da Nua&Crua no Insta

Preciso falar que tudo isso não aconteceu ou já deu pra entender onde quero chegar pelas ideias dessa jovem inocente?

Eu tentei planejar cada coisinha que ia acontecer, mas é claro que isso não aconteceu. E o que realmente aconteceu, ou a verdade nua e crua dos acontecimentos (rsrs) é o que eu quero compartilhar aqui hoje. O que eu aprendi, o que eu desaprendi, o que eu acreditava e hoje não acredito mais, os medos que eu tinha e continuo tendo, os medos novos, e o que eu gostaria de ter lido e ler por aí sobre colocar a própria ideia no ar.

Bom, vamos lá para o que fazemos de melhor, falar boas verdades:

  1. Não é sobre o que você fala, mas como você fala. A internet tá inundada de gente falando das mesmas coisas que te interessam, mas não do jeito que você fala. Um mesmo assunto pode ter várias abordagens. Pense em jornais/portais de notícias. Existe a Folha, o El País, a Globo, o New York Times, etc: todos falam praticamente sobre a mesma coisa, não é? O que muda em cada um - e o que faz você gostar mais de um ou outro - são as suas abordagens e não necessariamente seus "furos de reportagem”. E isso eu entendi que se aplica pra quem trabalha com conteúdo na internet. A graça toda da nua e crua está no jeito abordamos nossas pautas e não necessariamente na pauta.

  2. Eu não sei se isso acontece com mais pessoas, mas quando você trabalha sozinha, você tenta replicar comportamentos socialmente aceitos que meio que te ajudam a sentir que você tá no caminho certo. Exemplo: trabalhar 8 horas por dia. Eu lembro que no começo ficava muito apavorada quando eu trabalhava menos que isso, parecia que por isso não daria certo. Isso é cilada tá, bino? Aquele clichezão de que cada um tem o seu processo e tempo é BEEEM verdade.

  3. Quem inventa fórmula pro sucesso é irresponsável e mentiroso. Ponto.

  4. Existe o mundo ideal e o mundo real. Eu gostaria de me sentir na obrigação de ter que postar conteúdo todo dia para me sentir relevante? Jamais. Eu penso isso ainda? Sim.

  5. Diferente do que eu achei que iria acontecer, a Nua&Crua me faz sentir realizada, mas ela não me dá o dinheiro que eu preciso ainda. Trabalho com outras coisas também. Mas o sonho é viver dela.

  6. Eu tive BASTANTE medo de começar. Criava toda e qualquer desculpa para não colocar a nua e crua no mundo. E quando coloquei, não foi nada como o planejado. Então, se você precisa de um empurrão, só vai, pq vai mudar tudo.

  7. Perder seguidores dói e tá mentindo quem fala que não. O negócio é entender mais um clichê da vida: embora você esteja dando o seu melhor, seja uma ótima pessoa, ninguém consegue agradar todo mundo.

  8. Acho que o meu maior feito desse ano foi e é construir um espaço seguro para as pessoas assumirem suas verdades. A exemplo disso, o dia em que uma Nudete usou o nosso diário para contar que é bi. Sou extremamente grata a ela por confiar no meu trabalho.

  9. O tempo também precisa de tempo. Ter um negócio me deu muito mais perspectiva de como o tempo funciona. 1 ano passa muito rápido e as coisas demoram muito mais pra acontecer do que você acha.

  10. Será que o nome disso é inveja? Vai ter sempre alguém que você vai olhar e pensar: mas PORRA eu aqui me ferrando e essa pessoa/marca não fazendo metade do que eu faço e ela tá bem melhor que eu?????? Taquepariu. Se isso é inveja ou não, não sei. Mas sempre tento lembrar - logo depois de leves surtos - que cada um tem o seu tempo e processo. Tentar comparar a sua jornada com outra é receita pra choradeiras.

  11. Eu achei que teria muito mais seguidoras do que tenho, mas hoje entendo que menos pessoas super bem engajadas valem bem mais do que um monte de gente que não liga pro que você fala. Eu ouvi qualidade ao invés de quantidade????? Sim. Sempre.

  12. Quando você coloca uma informação no mundo, você é responsável por ela. Estude e saiba do que você está falando, pois as pessoas vão te cobrar pelas referências.

  13. Colocar uma ideia no mundo e querer transformá-la em negócio é uma conta que se resume em: trabalhar + jogar pro universo acreditar que vai dar boa. Fé, irmã.

  14. Eu acho incrível como a gente tem sim uma necessidade e vontade de saber e falar a verdade nua e crua sobre as coisas. E acredito muito ainda - e isso se mantem desde o dia 1 - que é falando a verdade que alcançamos a nossa liberdade.

  15. Por fim, a cada Nudete que participa, que vê na Nua&Crua um espaço para rir, refletir, compartilhar e, principalmente, assumir suas verdades: MUITO OBRIGADA! Tá sendo lindo ter você por aqui.

Se eu puder te ajudar com alguma coisa, é só responder esse e-mail aqui pra gente conversar!

Agora bora pra mais um ano que a gente precisa falar muitas verdades ainda. E como a minha mãe sempre me diz:

Força no cu.

Com amor (e força),

Vicky.


Verdade bônus: eu tinha planejado fazer essa news aqui uma vez por semana. Essa é a segunda que eu tô fazendo. Dois meses depois da primeira :)))))))))). Mas mesmo assim, te convido para se inscrever nela, assim temos o seu contato: